Company
Products and Services
News Room
Customer Training
Supplier
Community
Careers









Home | Contact Us
  search button
Westinghouse vê um futuro promissor para o desenvolvimento de energia nuclear no Brasil; a tecnologia AP1000® é a escolha certa para as necessidades do país (Portuguese)

  • Parcerias em andamento incluem um programa de estágio para estudantes da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
PITTSBURGH, Novembro 26 , 2013 – Com uma economia em crescimento, a presença de grandes reservas de urânio e o compromisso em fornecer energia limpa, o Brasil vive o momento ideal para o desenvolvimento de uma nova geração de energia nuclear baseada nas mais recentes tecnologias de segurança, disse o líder da Westinghouse para novas centrais nucleares.

“O Brasil está em uma excelente posição para diversificar e fortalecer seu portfólio de energia com uma nova geração de base limpa e confiável. Um investimento em novas plantas, que tem como característica a tecnologia avançada de sistemas de segurança passiva, irá ajudar o Brasil a satisfazer as demandas de energia que crescem a cada dia e ao mesmo tempo manter uma matriz energética limpa a qual é o desejo da sua população”, disse Jeff Benjamin, vice-presidente sênior de novas centrais nucleares (NPP) da Westinghouse.

O Brasil está posicionado entre os melhores países a nível mundial em diversas categorias econômicas, incluindo o produto interno bruto, as reservas de urânio presentes e a capacidade energética instalada. Porém, Jeff Benjamin observou que a demanda de energia está projetada para aumentar quase cinco por cento a cada ano até 2021, e poderia aumentar ainda mais como resultado de melhorias na qualidade de vida da população. A energia nuclear está pronta para ser uma fonte importante da nova geração de eletricidade para satisfazer a demanda no país.

“A tecnologia de segurança passiva da usina Westinghouse AP1000® já foi comprovada e testada, possui um forte pedigree de licenciamento e  além disso, a construção modular proporciona uma confiabilidade de entrega bem superior – que é um fator-chave para aqueles países que procuram estabelecer ou expandir sua infra-estrutura de energia nuclear", disse Benjamin.

Benjamin foi o palestrante principal nesta terça-feira durante a sexta Conferência Internacional Nuclear do Atlântico (INAC 2013) em Recife, Brasil. O tema da conferência - os benefícios da tecnologia nuclear para Inclusão Social - visa promover a discussão sobre os benefícios que a tecnologia nuclear traz para a sociedade, a econômia e ao meio ambiente.

Sua visita de 10 dias ao Brasil incluiu também um seminário apresentado na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Dois estudantes de engenharia nuclear da UFRJ irão participar do programa de estágio na sede da Westinghouse nos EUA no próximo ano através do Programa de Ciências Sem Fronteiras do governo brasileiro.

“A Westinghouse, juntamente com o seu sócio majoritário Toshiba, orgulha-se de ser um parceiro de longa data no programa de energia nuclear do Brasil através do nosso trabalho com as Indústrias Nucleares do Brasil ( INB ) em tecnologias de combustíveis e de fabricação, assim como o nosso apoio e serviço à frota nuclear de Angra pelos últimos 15 anos. Esperamos ter mais oportunidades para dar apoio às necessidades de energia do país, através do desenvolvimento de novos projetos Westinghouse AP1000, oito dos quais estão sendo entregues aos nossos clientes nos Estados Unidos e China”, disse Benjamin.

“Acreditamos que a usina AP1000 é a escolha certa para o Brasil, e estamos prontos para trabalhar com nossos parceiros e clientes no país para posicionar a nossa tecnologia e fornecer energia limpa a residências e empresas do Brasil. Além da energia que a usina AP1000 oferece, a Westinghouse está comprometida em beneficiar a economia local através da nossa filosofia “Compramos onde Construimos”™ para o desenvolvimento de novas centrais. A nossa estratégia de grande localização resultará na criação de milhares de empregos bem remunerados no Brasil e também apoiar o desenvolvimento da próxima geração de profissionais nucleares no Brasil", disse ele.

A sua palestra nesta terça-feira no INAC completou a sua extensa visita na região juntamente com os outros membros da sua equipe. Durante este período, Benjamin e sua comitiva teve a oportunidade de encontrar vários líderes do governo, parceiros de negócios e clientes em potencial no país.

“Com a presença das centrais já em operação no Brasil e uma indústria nuclear já existente no país, o Brasil já estabeleceu um forte histórico e desempenho no setor de energia nuclear. Isto demonstra os benefícios que a energia nuclear pode trazer na forma de empregos bem remunerados e de fornecimento de energia limpa, confiável e econômica, disse Benjamin. “Estamos ansiosos para trabalhar com parceiros locais para construir a nova geração nuclear no Brasil.”

Westinghouse Electric Company, uma empresa do grupo Toshiba Corporation (TKY: 6502), é uma empresa pioneira no setor de energia nuclear reconhecida mundialmente e é um dos principais fornecedores de produtos e tecnologias para empresas de distribuição de energia nuclear em todo o mundo. A Westinghouse forneceu o primeiro reactor de água pressurizada do mundo em 1957 em Shippingport, Pensilvânia, EUA. Hoje, a tecnologia da Westinghouse é a base para aproximadamente metade das usinas nucleares em operação do mundo.

O modelo AP1000 é uma marca comercial ou marca registrada da Westinghouse Electric Company LLC, suas afiliadas e/ou de suas subsidiárias nos Estados Unidos da América e pode ser registrada em outros países em todo o mundo. Todos os direitos reservados. O uso não autorizado é estritamente proibido. Outros nomes podem ser marcas comerciais de seus respectivos proprietários.

###

Westinghouse Electric Company
 
AP1000®
  Facebook
Twitter
YouTube
    Facebook
Twitter
YouTube